1. Ter paixão pelo que faz: a vida profissional é longa (30 anos ou mais) e passamos a maior parte do nosso tempo trabalhando. Então temos que ter dedicar nossa energia a algo que realmente seja importante para nós. Não ao que suportarmos… não ao que gostamos: mas a algo que realmente amamos. Trabalhar naquilo que não se gosta é como estar vivendo numa ilha deserta com alguém que detestamos…
2. Ser excelente no que faz: Ser bom não é suficiente, é preciso ser excelente. Mas o que é isso? Ser excelente é estar na lista dos ‘top 3’ quando alguém pensa em um profissional da sua área de expertise.
3. Ter um sonho: Pense alto, planeje cuidadosamente e aja. Seus sonhos podem não ser realizar, mas você não irá além do que sonhou.
4. Ter um plano B: Nem sempre as coisas correm como planejamos (na verdade, quase nunca!). Então tenha um plano B, um plano C, um plano D…
5. Poder gerenciar sua vida profissional: Ter controle sobre quando, quanto e como trabalhar é um dos principais fatores para aumentar a sensação de bem-estar.
6. Poder escolher com quem trabalhar: Um “psicopata” corporativo pode fazer sua vida miserável. Siga sua intuição e fuja deles como o diabo foge da cruz!
7. Ter amigos no trabalho: Ter amigos aumenta a expectativa de vida em uns 40 anos, além de fazer nossa vida muito mais agradável.
8. Poder dizer “não”: Sem preço!
9. Ser rico: Ser rico é um estado subjetivo. Não tem a ver com quanto se “ganha”, mas a quanto se “necessita”. Lembrando que necessário significa “essencial” ou “indispensável”, o que automaticamente exclui uma boa parte das coisas que nos descabelamos para comprar. Quanto menos se precisa, mais rico se é.
10. Ser feliz! Afinal é para isso que estamos aqui de passagem.
 
Esta é a lista das 10 coisas mais importantes na minha carreira. E a sua?


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *