Recolocação, Transição de Carreira ou Aposentadoria
A conhecida frase “O trabalho dignifica o homem” nos convida a refletir sobre a importância do trabalho em nossa vida. O exercício de uma atividade, ofício, trabalho ou profissão é também nosso potencial de contribuição social, além de ser a fonte de renda para sustento de nossas necessidades e realizações. Mas o que acontece quando somos privados de execercer nosso trabalho? O que acontece quando perdemos nosso emprego ou somos convidados a nos retirarmos do mundo corporativo por um programa de demissão voluntária ou aposentadoria compulsória?
A interrupção de nosso trabalho pode ter um impacto significativo e desestruturante, afetando muitas esferas de nossa vida. Experienciar o processo de demissão pode ser ainda mais arrasador das estruturas psíquicas e emocionais, sem contar todo transtorno gerado na dinâmica da vida pessoal e familiar. Atravessar o luto da perda do emprego – algo tão significativo – não é tarefa fácil para lidar sozinho. Somente quem viveu a experiência de ter sido demitido ou teve alguém muito próximo nesta situação pode dizer quão difícil é a elaboração psíquica e emocional desta situação.
O Outplacement (Recolocação) é um processo de apoio especializado oferecido ao profissional desligado, possibilitando a este a oportunidade de refletir sobre seu momento de vida e carreira e avaliar suas áreas de interesses, habilidades, talentos e competências para uma recolocação profissional, transição de carreira ou aposentadoria de forma planejada e estruturada.
Para a empresa, a atividade de Outplacement é mais do que oferecer uma possibiliade de recolocação ao executivo desligado, mas a condução de um processo de demissão de forma ética, digna e respeitável, demonstrando que a empresa é socialmente responsável e consciente do impacto gerado em um processo que não passa desapercebido para nenhuma das partes e tampouco para clientes, fornecedores, investidores, comunidade e colegas de trabalho. Desta forma, cuidar para minimizar os impactos de um desligamento é também prezar por sua imagem institucional em um momento que se fala tanto sobre responsabilidade social e sustentabilidade.
De um lado, pensamos na preservação da saúde psíquica e emocional do empregado demitido e do outro, a saúde corporativa expressas na mantenção de um clima organizacional agradável, profissionais motivados, resultados financeiros e organizacionais aceitáveis e a preservação da imagem interna e externa, mesmo após o desligamento de um ou mais profissionais. Desta forma, o benefício do Outplacement pode ser a solução para que os processos de demissões sejam melhores elaborados sem afetar a dinâmica da vida pessoal e corporativa.

Quem presta o serviço de Outplacement?

Oferecido desde a década de 1960 nos Estados Unidos , no Brasil este serviço só se popularizou a partir dos anos 1980.
Consultorias especializadas em Outplacement firmam contratos de prestação de serviços com empresas de diversos setores da economia, em conformidade com as práticas internacionais. Entretanto, várias empresas de “caça talentos” (headhunters ou executive search) também possuem este serviços em seu portifólio.

O que contempla o processo de Outplacement?

  1. Departamento de Recursos Humanos e a consultoria em Outplacement (Recolocação) discutem e planejam o processo de demissão – individual ou coletiva, considerando possíveis os impactos e riscos da demissão para o profissional e para a empresa. Este processo tem início muito antes do processo de desligamento.
  2. Processo e comunicação do desligamento: quem irá comunicar, quando (evitar datas significativas), como será a comunicação interna (pares, time, superiores) e externa (clientes, fornecedores, contratados).
  3. Visando salvaguardar a transparência no processo de desligamento e para assegurar que o profissional receberá informação detalhada sobre seus benefícios, será crítico prever a comunicação formal dos benefícios do demissionário: previdência privada, prorrogação de seguro saúde, bônus, férias não gozadas e dentre outros benefícios o direito a um processo de Outplacement visando recolocação profissional ou decisão pessoal sobre os próximos passos na sua vida e carreira.
  4. A consultoria de Outplacement oferecerá ao profissional desligado ferramentas e metodologia para uma reflexão da carreira e avaliação de uma possível recolocação. Este processo contempla:
    • Avaliação das habilidades, áreas de interesse, competências e âncoras de carreira.
    • Análise de mercado.
    • Avaliação do discurso de saída.
    • Análise de curriculum.
    • Networking e Rede Sociais.
    • Preparação para entrevistas.
    • Workshops e palestras.
    • Indicação de profissionais visando atender necessidades específicas.

É importante saber se a sua empresa oferece os serviços de Outplacement e se você é elegível ao benefício, e no momento de negociar uma nova posição em outra empresa, considerar este serviço no pacote de benefícios.
Caso sua empresa não ofereça este serviço ou se você não for elegível, vale a pena considerar a contratação de um especialista em carreira para, através de um processo de Career Coaching e Career Counseling (Aconselhamento de Carreira) você possa se apropriar deste momento de vida e carreira e se tornar protagonista do sucesso no desenvolvimento, gestão e transição de sua carreira.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *